ultralearning

O que é a Ultra Aprendizagem – Ultralearning

É possível aprender o mesmo conteúdo de um curso universitário estudando sozinho em apenas um ano? O canadense Scott Young quis testar um novo método de ensino que chamou de ultralearning que a pessoa define como e o que quer aprender e provar que SIM é possível!

Scott criou uma estratégia de aprendizado acelerado que ajuda a desenvolver habilidades em tempo recorde, que permite ao empreendedor do futuro adquirir rapidamente habilidades que permitem o posicionamento de forma diferenciada no mercado de trabalho. 

A estratégia inclui intensidade, que são táticas para maximizar a eficiência no aprendizado e autodirecionamento, isto é, você é responsável por aquilo que quer e aprender e como quer aprender. Assim, a responsabilidade do aprendizado é apenas sua e não de um professor, escola, etc.

Para provar que sua estratégia é eficiente, Scott se desafiou de aprender o mesmo conteúdo que os alunos de ciências da computação do MIT (Massachussetis Institute of Technology) em apenas 12 meses e sem gastar nada. Esse aprendizado, foi feito a partir de vídeos que eram oferecidos gratuitamente pela instituição de ensino.

Outra forma que Scott usou para aplicar seu método foi ficar um ano sem falar seu idioma nativo para aprender 4 idiomas novos, vivendo em lugares diferentes do mundo, que foram Espanha, China, Coréia do Sul e Brasil.

Esta técnica bem sucedida está disposta no livro Ultralearning, que ainda não possui tradução brasileira.

Os 9 pontos do ultralearnig

Nesta estratégia,, Scott Young estabelece um manual para que o aprendizado seja possível sem que haja necessariamente a necessidade de frequentar escolas e faculdades, ou seja, é possível aprender coisas difíceis com rapidez e executar com qualidade a partir dos métodos que você julgar mais adequado.

Com o ultralearning não vai apenas aprender coisas difíceis em tempo recorde (já que vai comprimir anos de aprendizado em apenas em alguns meses o semanas), mas também vai colocar em prática aquilo que aprendeu. A técnica é indicada para colaboradores que não estão satisfeitos e com as suas carreiras e até mesmo para quem quer mudar de profissão ou tem ideias para começar seu próprio negócio.

O autor definiu 9 princípios, que são um guia para um projeto de ultralearnig bem sucedido. Caso haja algum problema no processo de aprendizado você deve retornar. Confira:

1. Meta-aprendizado: desenhe um mapa

Na primeira etapa você vai traçar um mapa com elementos que você precisa dominar para desenvolver a habilidade que você escolheu. Esse mapa é como se fosse uma grade escolar e ajuda para que você não fique perdido no meio do caminho.

Para definir os caminhos a serem traçados é imprescindível responder às seguintes perguntas:

  •     Por que aprender essa habilidade? Qual o meu propósito? O que vai me manter motivado no seu caminho?
  •     Quais conhecimentos e assuntos é preciso adquirir para traçar o objetivo?
  •     Como você vou aprender, ou seja, quais fontes vão ser usadas no projeto de ultralearning?

Para facilitar o processo, pesquise pessoas que já possuem o aprendizado que você quer desenvolver e analisar o caminho que ela traçou. O LinkeDIn é uma forma de pesquisa desses profissionais.

O autor recomenda dedicar 10% do tempo do projeto para essa habilidade. Para que seu projeto dê realmente certo, uma dica do autor é iniciar um período de teste da primeira etapa em uma semana e a partir daí organizar a carga horária e conteúdos.

2. Foco

Tudo aquilo que recebe foco expande. É preciso vender a procrastinação e distração e se comprometer a manter o foco em seu projeto de ultralearning.

3. Direção e prática

É preciso praticar enquanto se está aprendendo, a partir de teste e desafios que vão permitir colocar em prática o que se aprende.

4. Ataque suas fraquezas

Ao longo do projeto você vai se deparar com assuntos que serão mais difícil do que outros. O instinto natural humano é se manter naquilo que é mais confortável. Por isso, é preciso atacar sua fraqueza e insistir em superar o que você considera difícil para aprender.

5. Teste seu conhecimento

Testar não é apenas revisar, mas explanar com suas próprias palavras o conteúdo sem precisar consultar seus apontamentos. Você precisa ter domínio e segurança naquilo que vai falar. Isso garante a propriedade do assunto que estudou.

Tentar ensinar alguém é uma ótima forma de desenvolver seu conhecimento e, dessa forma, atingir a maestria.

6. Feedback

Se dê feedback e também peça a profissionais que já atuam na área para lhe dar e pense nas respostas para três perguntas, que são:

  •     Estou fazendo algo errado?
  •     O que está errado?
  •     O que posso fazer para consertar o que está errado?

Peça o feedback de especialistas e não de parentes ou amigos, que podem atrapalhar sua capacidade de aprendizado. É preciso que não haja ruído no feedback.

7. Retenção

A retenção nada mais é do que a capacidade de lembrar daquilo que você estava se especializando. Fazer repetições espaçadas, ou seja, entre em contato com coisas que você já sabe em um espaço mais espaçado de tempo.

Já aquilo que você ainda não sabe e tem dificuldade o aprendizado deve ser revisado e testado com maior frequência.

8. Intuição

Não desista quando se depara com as faces complexas e delicadas do processo. Ao invés disso enfrente e teste seu conhecimento. Nada de auto sabotagem!

Estudar com agressividade vai fazer com que adquira intuição sobre determinado assunto e tenha destaque na área.

9. Experimentação

A chave para conseguir maestria na habilidade que você escolheu aprendeu. No início, é até mesmo possível se espelhar em um profissional renomado na área, mas com o tempo é preciso seguir seus próprio caminho e desenvolver sua identidade na habilidade escolhida.

O ultralearning pode até mesmo copiar no início, mas como o trabalho é feito com produtividade, há a produção de um trabalho novo para o mundo, que permite o destaque de seu projeto.

Aprender algo valioso em pouco tempo não é somente para gênios. Qualquer pessoa pode investir em um aprendizado acelerado, basta seguir um manual. Qualquer pessoa pode desenvolver se tiver clareza, compromisso e consistência.

E aí, tem algum projeto em mente para começar seu ultra-learning? Não perca tempo e se organize o quanto antes para planejar seu calendário para o projeto de ultra-learning.

Post baseado no livro: Ultralearning: Master Hard Skills, Outsmart the Competition, and Accelerate Your Career escrito por  Scott Young

 

Tchau!

Deixe uma resposta

Rolar para cima
%d blogueiros gostam disto: